Haxixe - Uma passa para o Inferno - Tratamentos : Villa Ramadas

+351 262 598 028

+351 918 120 945

TratamentosDrogas

Haxixe - Uma passa para o Inferno

O haxixe é a droga mais consumida em Portugal e talvez por ser a que causa menos problemas, o número de Portugueses que consome habitualmente haxixe, ou que já teve contacto com ele, tem vindo constantemente a crescer.

O maior problema do haxixe é, provavelmente, o facto de não ser responsável por grandes problemas, isto é, como o seu consumo é susceptível de não acarretar um sofrimento que implique um pedido de ajuda, há muitos consumidores a precisarem dessa ajuda sem que, contudo, a peçam.



Os efeitos provocados pelo haxixe passam por excitação seguida de relaxamento, desorientação no tempo e no espaço, verborreia (falar sem parar), euforia, fome desmesurada, palidez, taquicardia (coração a bater muito depressa), olhos avermelhados, pupilas dilatadas e secura da boca.



Redução da atenção e comprometimento da memória para acontecimentos recentes, alucinações, sobretudo visuais, diminuição dos reflexos com o inevitável aumento do risco de acidentes, entre outros, são também algumas das muitas consequências possíveis do consumo de haxixe.

Quando consumida em doses bastante elevadas, esta droga pode ainda produzir ansiedade intensa, pânico e quadros psicológicos de gravidade apreciável, dos quais fazem parte, por exemplo, as paranóias.

O consumo contínuo e prolongado desta substância é passível de conduzir a uma síndrome de desânimo generalizado, em que a desmotivação constante sugere uma aparente derrota da vida.



Pelo exposto, é fácil deduzir que o haxixe não é assim tão inócuo como julga o comum dos seus actuais ou futuros utilizadores.

Sendo encarado e denominado como sendo uma "droga leve", o haxixe abre a porta não só a efeitos perniciosos, mas também à entrada, e, porventura, instalação, de drogas consideradas mais "duras", que conduzem à degradação do indivíduo e à perda da dignidade, quando não mesmo da sua própria identidade.



Hoje em dia, mercê de uma informação mais imparcial e difundida, são em maior número os consumidores habituais de haxixe que vão tomando consciência dos reais perigos e sequelas do seu uso.

« Voltar

Artigos

Ler Testemunhos

Tour VillaRamadas

Veja o vídeo de apresentação que preparamos para si.

A visão da Imprensa

Estamos dispostos a mostrar o que fazemos e no que acreditamos.

Workshops 2014

"Helping Who helps" Workshop em Portugal

O nosso Tempo, Programa RTP

Nós sem a Internet?