Ostentação desmedida

Tratamentos > Tratamento Compras > Ostentação desmedida
Anónimo

Há poucos anos terminou um pesadelo que destruiu parte da minha vida e que consegui recuperar graças ao tratamento que fiz.

Posso mesmo afirmar que foi a minha salvação.

Sou um adicto em compras que está em recuperação.

Normalmente este tipo de obsessão está mais associado a mulheres que se perdem por roupa ou utensílios que no fundo não lhes servem para nada, mas eu sou homem e o meu amor por carros de alta competição levou-me a cometer loucuras e empenhar parte da minha vida.

Sempre fui um filho mimado, com diferentes carros à porta de casa, cada qual melhor que o outro. Os meus pais faziam sempre tudo o que eu queria, mas sempre com poucas possibilidades financeiras.

Quando ainda jovem, arranjei emprego, gastava todo o ordenado em carros. Chapa ganha, chapa gasta. Aliás, gastava mais do que tinha, mas sem conhecimento de ninguém, só que o facto de ter um emprego estável, ia-me abrindo portas aos créditos.

Nunca me contentava com o que tinha. Se hoje comprava um modelo, amanhã teria que ter um melhor. A verdade é que tive o tal carro de luxo que queria, mas sem dinheiro para o pagar, nem sequer para o gasto diário. Como sempre gostei de ostentar, fui fazendo créditos. Primeiro pequenas quantias, só que quando estas já eram insuficientes, aventurei-me mais alto.

Quando dei conta, já devia algumas centenas de milhares de euros, tendo falsificado documentos com a assinatura dos meus pais, colocando-os como meus fiadores, sem eles sonharem sequer. Uma vez metido nisto, entrei numa espiral, em que me endividava cada vez mais.

Tudo ia correndo bem, até que os meus pais foram notificados que o banco lhes ia retirar a casa para pagar uma dívida minha. Até me custa pensar, na mágoa que os meus pais tinham no olhar. Habituados a serem pessoas honestas, nem queriam acreditar. Conseguiram chegar a um acordo comigo e com o banco.

Ajudaram-me, mas em troca eu teria que controlar este meu problema.Foi aí que conheci a clínica e aqui comecei uma nova vida. Confesso que não foi mesmo nada fácil. Tive que cortar hábitos ostensivos do passado e consequentemente com alguns amigos que se aproveitavam de mim a nível monetário.

Após vários meses em tratamento, eu não poderia esperar melhor. Superou as minhas expectativas, quer pelo staff, pelos colegas, pelas condições e mesmo pelas terapias. Aprendi a ser humilde e consciente.

Sempre que posso, faço questão de voltar para partilhar a minha experiência. Actualmente ainda me interrogo, como é que a obsessão por compras e por ostentação me levou a anos de gastos impensáveis.

Aos poucos reorganizei-me, mas as dívidas do passado, essas ficaram, mas são elas que me dão consciência de que mudei e hoje sou uma pessoa equilibrada e disposta a lutar por uma vida melhor.

Um dia de cada vez.

Utilizamos cookies para garantir que o nosso site funcione da maneira mais tranquila possível e para analisar o tráfego da web. Se você continuar a usar o site, concorda com nossa Política de Cookies.
OK
Saiba aqui X