Limpeza ao extremo : Villa Ramadas
VillaRamadas

Limpeza ao extremo

A minha mulher nunca foi uma pessoa muito carinhosa, só que a inteligência e delicadeza dela, eram características que me atraíam imenso. Conseguir sair com ela a sós, não foi fácil, quanto mais conseguir dar-lhe o primeiro beijo.

Era sempre distante e quando eu tentava fazer um movimento em direcção aos seus lábios, desviava a cara de forma subtil. Andava baralhado porque tanto dava sinais de que gostava de mim, como de repente sentia que me evitava.

Um dia levei a minha avante e apanhando-a distraída, consegui dar o tão aguardado beijo. Ainda tentou fugir, mas empurrei-a nos meus braços e não teve como evitar a situação. A partir daí, iniciámos uma relação amorosa bonita, mas ela mantinha-me sempre à distância. Só passado um ano é que iniciámos a nossa vida amorosa. Era maravilhoso, mas enervava-me o facto de ela ir logo de seguida a correr tomar banho, quando por vezes só me apetecia agarrá-la e ficar enroscado no seu corpo.

A desculpa perfeita era o temer ficar com uma infecção urinária e claro que perante justificação, ficava desarmado. Há cinco anos juntos, casámos e pouco depois veio a nossa filha. Foi uma enorme alegria. Quem me dera ter estado mais presente, mas enquanto a Ana ficava em casa com ela, eu tinha que trabalhar.

A criança andava sempre super cheirosa e lavada, tal como a mãe. Eu adorava o cuidado que ela tinha com a filha, estava era longe de saber que a minha menina estava a ser vítima da fobia da mãe. Ana odiava sujidade e só quando a nossa filha ficou com o corpo em sangue, de tanto ser esfregada no banho pela mãe, é que fui alertado.

Foi um choque. Senti que não conhecia a minha mulher e temi que ela fosse desequilibrada, sem capacidades para cuidar da filha. Mas com ajuda médica, ela percebeu que sofria de uma fobia e pelo bem quer da nossa relação, quer da nossa filha, decidiu entrar em tratamento.

Sempre que lhe ligava chorava com saudades de casa. Escrevia-lhe cartas e mandava-lhe fotos da nossa menina, penso que tudo isto lhe deu forças.

Voltou de tratamento uma nova pessoa, cheia de auto-confiança e mais solta em todos os níveis da sua vida. A nossa relação ficou fortalecida e hoje ela está mais feliz do que nunca.

Vocês fazem milagres e fizeram um na minha vida.*

Mário, Aveiro

Outros testemunhos Fobias

Tratamento Fobias


Google Plus VillaRamadas