Medicação Destrutiva : Villa Ramadas
VillaRamadas

Medicação Destrutiva

A vida não deixa de ser irónica, de um modo estranho, mas muito elucidativo. Quanto mais negamos uma coisa, mais facilmente se cai nessa mesma coisa.

Eu sempre abominei medicamentos, aliás recusava-me mesmo a tomar comprimidos, nem que estivesse com as dores mais horríveis do mundo. Só que por volta dos 26 anos, perante uma dor de cabeça insuportável, decidi tomar analgésicos. A partir daí, qualquer dor de cabeça era logo combatida com medicamentos.

A verdade é que me comecei a viciar em comprimidos e ia-me auto-medicando. Andava com alguns problemas na minha relação amorosa, por isso sentia-me sempre com dores de cabeça.

A seguir a estes comprimidos, vieram uns para dormir. Com a auto-estima cada vez mais em baixo, por ser traída e trocada pelo meu namorado, sentia-me a pior pessoa no mundo. Assim, passava os dias com vontade de dormir para esquecer os problemas, só que mal chegava à cama ficava desperta. Assim, lá me viciei em mais um tipo de comprimidos.

De seguida foram os comprimidos para a dor de dentes e para a dor de ossos e para a dor de estômago… No fundo tornei-me uma hipocondríaca, queixava-me de tudo e fazia uma mistura explosiva de medicamentos. Cheguei a tomar 17 comprimidos por dia… Todos fruto de auto-medicação.

Como devem calcular, comecei a ter variações de humor e afastei-me de todos os meus amigos, no fundo se não me afastasse eu, eles acabariam por se afastar, confesso que estava com um feitio insuportável… Acabei por perder o emprego e ai fechei-me em casa.

Estava viciada há 5 anos e completamente só, apenas com os comprimidos para me fazerem companhia. Prestes a entrar em depressão, decidi dar a volta à situação e após pesquisa na internet, descobri que no centro poderia haver uma solução para o meu caso.

Entrei em recuperação e desde logo me identifiquei com alguns pacientes, que padeciam do mesmo problema que eu. Foram 6 meses duros, mas de muita aprendizagem.
Consegui deixar os medicamentos de vez e lidar com os problemas de vida de forma lúcida e limpa. Sinto que cresci mais durante o meio ano de tratamento, do que tinha crescido em toda a minha vida.

Sei que tive uma dependência que me vai assombrar para a vida, mas com as ferramentas que ganhei no centro, acredito que vou fazer frente à adição, sem receio de recaídas.

Porque só por hoje, sei que não vou tomar nenhum medicamento e vou conseguir ser feliz…

Elena, Espanha

Outros testemunhos Medicação

Tratamento Medicação


Google Plus VillaRamadas