Trabalho, trabalho e mais trabalho : Villa Ramadas
VillaRamadas

Trabalho, trabalho e mais trabalho

Quando me casei o meu marido trabalhava como gestor de marca de uma multinacional. Sabia que tinha uma vida muito ocupada, mas pelo menos ao fim-de-semana conseguíamos estar juntos. Eu já ficava contente de termos pelo menos estes dois dias, apesar de ele os passar a dormir ou de pijama.

Raramente saíamos, principalmente no Inverno e no início era bom, mas com o avançar dos anos comecei a ficar entediada. Todas as tarefas domésticas ficavam a meu cargo, já que ele saia de casa às 07:30 e chegava às 23h, completamente desgastado e sem paciência para falar.

Aos poucos, fomos deixando de comunicar e as relações sexuais eram cada vez menos frequentes. Abordei-o algumas vezes, porque estava a ver o nosso casamento a desmoronar e não queria sentir que não tinha lutado. Prometia-me sempre que ia mudar, mas não mudava, aliás a situação piorava a olhos vistos.

Entendia a responsabilidade que ele tinha, mas achava que ele estava a ficar viciado, chegando a trazer trabalho para casa. Éramos como dois estranhos que viviam na mesma casa e dormiam na mesma cama. Foi promovido e isso implicou mais trabalho, além de que deslocações frequentes ao estrangeiro. Pedi-lhe para por um travão, mas não conseguia, tinha-se tornado num workaholic e não o conseguia evitar.

Pedi o divórcio e fui por 2 meses para o estrangeiro para desanuviar a cabeça. Quando regressei, soube que ele tinha entrado para tratamento neste centro. Fui visitá-lo e senti que havia esperança e não me enganei. A cada mês que passava estava mais tranquilo e com novos objectivos para a nossa vida.

Dei-lhe uma nova oportunidade e tem sido muito bom. Ganhei um novo marido, com um trabalho de oito horas diárias, e estou grávida do nosso primeiro filho.

Obrigada por todo o apoio que nos deram…

Filipa, Coimbra

Outros testemunhos Outros

Tratamento Outros


Google Plus VillaRamadas