À 5ª foi de vez : Villa Ramadas
VillaRamadas

À 5ª foi de vez

Recaída é uma palavra que conheço bem. Fiz tratamentos de desintoxicação 4 vezes e acabava sempre por voltar a consumir heroína.

Tomei contacto com esta droga ainda muito novo, quando andava no ensino preparatório. Começaram por ser apenas uns charros, mas daí até chegar à heroína foi um pulo. Com apenas 15 anos, já era totalmente viciado.

Os meus pais, pessoas de posses financeiras, mandavam-me para tratamento e cheguei mesmo a ir desintoxicar-me numa clínica em Espanha, só que só ficava “limpo” durante o tempo do tratamento, mal voltava a casa recaía.

Tinha tudo para ser feliz: pais carinhosos, amigos, dinheiro, mas mesmo assim nunca me sentia totalmente preenchido. É estranho, mas nada tinha valor para mim. Tudo era demasiado fácil, além de que eu era uma pessoa demasiado fácil de manipular. Insistia em manter as más amizades e assim nunca passava do mesmo.

Aos 25 anos, comecei a aperceber-me que não tinha conquistado nada na vida. Vivia à custa dos meus pais, passava os dias em casa ou na rua a consumir com os amigos. Dinheiro arranjava sempre, nem que fosse em pequenos furtos que fazia em pequenas lojas. Como usava roupa de marca e era educado, ninguém desconfiava de mim.

A morte por overdose de uma pessoa, com quem me estava a relacionar, foi um choque. Também eu tive vontade de desistir da vida e comecei com pensamentos suicidas. Numa das vezes entrei em overdose e estive entre a vida e a morte.

Estive três semanas internado no hospital e fui directo para o centro de tratamento e assim prometi aos meus pais que desta vez seria para sempre. Os primeiros dias foram angustiantes, mas com uma equipa terapêutica tão dedicada e com colegas tão amigos, recuperei.

Eles deram-me razões para me agarrar à vida. Criei objectivos e quando conclui o tratamento fui estudar à noite. Arranjei emprego durante o dia. Estava sempre ocupado e mesmo assim tive tempo para me apaixonar. Reconstruí uma vida. Só sei que nunca mais recaí e sempre que estou mais em baixo, dou um salto até ao centro e saio de lá revigorado. Esta unidade de tratamento mudou a minha vida para sempre e vão ficar para sempre no meu coração.

Recaída? Nem pensar!

Porque só por hoje vou viver o dia…

André Silveiredo, Angola

Outros testemunhos Recaída

Tratamento Recaída



Google Plus VillaRamadas