Agarrar a vida

Tratamentos > Tratamento Renovação > Agarrar a vida
Anónimo

É com todo o prazer que venho dar o meu testemunho, porque este centro de tratamento realmente salvou a vida do meu filho.

Com 18 anos teve a infelicidade de entrar no mundo da droga. Esteve viciado por quase nove anos, até que conheceu aquela que é hoje sua esposa e por amor mudou.

Formou-se, tornou-se executivo de uma multinacional, teve dois filhotes maravilhosos, um grande grupo de amigos, praticava desporto. Levava uma vida maravilhosa e eu não podia estar mais contente com tudo isto. Como mãe galinha que admito ser, é perfeitamente normal ficar feliz por todos estes feitos do meu único filho. Nunca mais voltou a tocar em drogas e nem gostava de falar sobre isso.

Mas por vezes a vida prega-nos partidas difíceis de ultrapassar. E assim foi, quando subitamente perdeu a mulher e os filhos num trágico acidente. Todo o seu mundo se desmoronou e todo ele transmitia sofrimento. Queria apaziguar tanta dor, mas como é que uma pessoa consegue fazer isso, perante tal situação?

Nos primeiros dias andava apático, calado e sem reacção, fazendo tudo de forma mecânica. Não conseguia chorar e isso assustava-me. Lembro-me que no dia do funeral, ele tinha tomado cerca de dez comprimidos de uma só vez. Temi que se matasse.

Só passado um mês é que me apareceu à porta de casa e desatou num pranto. Foi horrível, é uma imagem que nunca vou esquecer. Depois dois dias depois, falou-me do centro e que ia fazer uma terapia de Renovação. Não percebi o que aquilo significava mais apoiei-o. Quando regressou a casa estava outra pessoa.

Ainda com dor, mas positivo e com vontade de abraçar o que a vida lhe pudesse reservar. Contou-me da maravilhosa experiência que teve neste centro de tratamento e como aqui voltou a sentir amor. Um amor fraterno que o confortou e o encorajou a agarrar a vida. Senti que estava ponderado e cheio de objectivos. Despediu-se da firma onde trabalhava, colocou a casa à venda, assim como ao recheio dela, encheu uma mochila de roupa, apenas coisas básicas e partiu em busca da felicidade e de uma nova vida.

De vez em quando recebo postais dele, anda no estrangeiro em missões de voluntariado.

Descobriu um novo rumo para a vida e conseguiu voltar a sorrir.

Utilizamos cookies para garantir que o nosso site funcione da maneira mais tranquila possível e para analisar o tráfego da web. Se você continuar a usar o site, concorda com nossa Política de Cookies.
OK
Saiba aqui X