Tratamento da Dependência do Trabalho - Tratamentos : Villa Ramadas
VillaRamadas

Tratamento da Dependência do Trabalho

A negação da dependência do trabalho, leva o dependente a justificar esta adição com o seu elevado gosto pelo trabalho, pelo seu desenvolvido sentido de ética, pelo cuidado em velar pelo bem-estar da família, pelo apreço por algo que também é uma distracção, etc.



Há no entanto sinais bem evidentes deste tipo de dependência, tais como:

Necessidade de correr constantemente de ocupação em ocupação;

Tendência exacerbada para o perfeccionismo;

Necessidade de controlo;

Atribuição (negada) de maior importância ao trabalho do que à família e amigos;

Estados de ansiedade aliviados através do trabalho;

Sintomas de abstinência pela ausência de trabalho;

Lapsos de memória;

Momentos de ausência devido a pensamentos relacionados com trabalho;

Impaciência;

Irritabilidade;

Descuido com a alimentação, com o sono, com o exercício físico e com o lazer;

Necessidade de, à semelhança do que acontece com as outras dependências, ir aumentando a dose de trabalho para sentir o mesmo efeito.

Ao contrário das outras dependências, esta constitui uma fonte de prazer indirecto, cujo tratamento é assaz difícil e complicado, pois habitualmente não é detectado numa fase precoce.

Quando alguém recorre a um tratamento para a dependência do trabalho, a doença já se encontra em estádio bastante avançado e o indivíduo chega esmagado e esgotado, pela sua dependência.



O tratamento para esta dependência, procura ajudar o paciente a preencher o vazio que até então tentou tapar com a sua dependência.

O tratamento passa ainda por recompor possíveis ocorrências traumáticas, algum desconforto existencial, reger as emoções (de modo que o adicto se permita senti-las e comunicá-las), rever a percepção de si próprio (que influencia a auto-estima), contrariar a predisposição para a autodestruição e encetar uma reestruturação cognitiva do dependente.

Informações Complementares

Ler Testemunhos

Google Plus VillaRamadas