Agarrados ao Sexo

História de VillaRamadas > Agarrados ao Sexo
07-07-2018

Compulsão. Disfunção. Depêndencia. O vício do sexo tem muitos chapeus, mas será que realmente existe? A comunidade médica e científica continua dividida.

Em Portugal, o centro de tratamento internacional Villa Ramadas, em Alcobaça, que se dedica ao acompanhamento de pessoas diagnosticadas com dependências químicas, comportamentais e/ou emocionais, recebeu na última década 13 pacientes cujo diagnóstico principal estava relacionado com dependência do sexo. São sobretudo homens, que ficam no centro durante 135 a 180 dias, dependendo de cada caso, e pagam 2950€ por mês. A abordagem terapêutica é fundamentalmente psicológica, explica o fundador do centro, Eduardo da Silva. "Acreditamos que a adição é apenas uma manifestação de um problema emocional mais profundo e complexo. Desta forma, independentemente do objecto de uso, o tratamento segue os mesmo parâmetros: uma sessão individual, quatro grupos diários por pessoa, trabalhos escritos e de leitura, bem como realização de palestras e workshops."

Utilizamos cookies para garantir que o nosso site funcione da maneira mais tranquila possível e para analisar o tráfego da web. Se você continuar a usar o site, concorda com nossa Política de Cookies.
OK
Saiba aqui X