Filha alcoólica : Villa Ramadas
VillaRamadas

Filha alcoólica

Dar o meu testemunho era o mínimo a fazer por quem tanto fez por mim, mas especialmente pela minha filha.

Sempre fui uma mãe galinha, que cedo ficou sem o marido e com duas filhas adolescentes para criar. Não foi fácil, mas lá ia fazendo o melhor. A mais velha, chegada aos 16 anos saiu de casa para ir viver com o namorado. Aceitei, até porque conhecia quer o namorado, quer a família dele e só tinha boas referências. Ambos tinham desistido dos estudos, mas eram trabalhadores.

Tudo corria bem e chegaram mesmo a casar. Só que a minha filha de um dia para o outro mudou de atitude e decidiu deixar o marido, dizia que estava apaixonada por outra pessoa. Foi um choque e não a apoiei, mas ela era maior de idade e estava por sua conta e risco. Aquela relação não durou mais que seis meses, mas foi o suficiente para engravidar.
Ele não aceitou a situação e batia-lhe constantemente. Vá lá que a minha filha teve consciência de o deixar e claro que eu a acolhi, afinal vinha aí uma criança que não tinha culpa de nada.

Só que mal sabia no que me estava a meter: a minha querida filha vinha com o vício do álcool. Bebia para esquecer os maus tratos que ele lhe dava. Mal a filha nasceu voltou a consumir.
Eu estava desesperada, que havia de fazer, é que ela nem tinha condições para cuidar da filha e eu não podia deixar de trabalhar para a auxiliar… Meti uns dias de baixa, mas ela estava de tal forma descontrolada que até perfumes bebia. Como é que a minha menina tinha chegado a esta situação?

Pedi ajuda a pessoas amigas e conseguimos interná-la.
Mudou do dia para a noite e voltou a ser a minha menina. No início ainda quis desistir, mas toda a equipa terapêutica foi incansável, assim como os pacientes e ela lá foi aguentando, até que percebeu que esta oportunidade tinha sido a melhor coisa que lhe podia ter acontecido, era a salvação.

Hoje está sóbria há um ano e sempre muito positiva. Frequenta sessões de alcoólicos anónimos e vai aos after-care. É uma mãe trabalhadora e extremosa. Não podia estar mais agradecida ao centro por me ter devolvido a minha filhota...Obrigado.

Maria E., Portugal

Outros testemunhos Álcool

Tratamento Álcool


Google Plus VillaRamadas