Co-dependência sufocante : Villa Ramadas
VillaRamadas

Co-dependência sufocante

A minha mãe sofreu de co-dependência em relação a mim.

Filha única, fui criada em berço de ouro, com todo o amor e carinho imaginável. Era uma autêntica princesinha. Fui crescendo e sendo “perfeita”: boas notas, bons amigos, boa atleta, boa filha… Andava com a minha mãe para todo o lado, até a acompanhava nas compras para casa.

Éramos muito unidas, só que fui crescendo e as coisas mudaram ou deviam ter mudado, mas para ela não.

Entrei na Universidade do Minho e foi o escândalo, escusado será dizer que a minha mãe foi contra eu ficar a viver a 400 quilómetros de casa. Não me deixou ir e inscreveu-me no ensino privado. Já formada tive proposta para ir trabalhar no estrangeiro, mais uma vez opôs-se. Aí tive coragem e disse que ou ela se tratava ou perdia a filha…

Desgostosa, foi passar um dia a este centro de tratamento e já não voltou. Foi o melhor que nos podia ter acontecido. Fui para o estrangeiro dois anos, regressei e a nossa relação está maravilhosa. Até a relação dela com o meu pai melhorou. Além disso tornou-se activa e tornou-se voluntária.

A co-dependência está controlada e ela está claramente mais feliz.

Matilde, Portugal

Outros testemunhos Co-dependência

Tratamento Co-dependência


Google Plus VillaRamadas