A minha filha renasceu : Villa Ramadas
VillaRamadas

A minha filha renasceu

Quem hoje vê a minha filha, agora com 28 anos, sempre sorridente e com um enorme brilho nos olhos, dificilmente conseguirá imaginar a enorme depressão pela qual ela já passou e que teve o seu início ainda ela tinha 17 anos.
Aos 16 anos, terá tido os primeiros sintomas quando se começou a queixar de umas pequenas arritmias, que já anunciavam as crises de pânico, de que algum tempo depois começou a sofrer e que podiam ser despoletadas pelo o simples e longínquo som de uma sirene de um carro de polícia ou ambulância.

Depois, para além das crises de choro cada vez mais constantes, surgiu a falta de sono, o isolamento e uma enorme perda de apetite, que ao serem acompanhadas por uma evidente falta de prazer em viver e de sentimentos de tristeza profunda e constante, levaram-me a concluir que a minha filha estava com um problema muito grave.
Numa primeira fase, depois de a levarmos a um médico, começou a ser medicada... mas pouco ou quase nada mudou no seu comportamento.
Na verdade nem ela compreendia bem o que se estava a passar com ela, o que a levava a ficar desesperada, sem saber o que fazer e num estado de enorme infelicidade.
Num momento ou noutro afirmou ter pensamentos suicidas, o que me levou a procurar um outro tipo de ajuda.
Ainda bem que o fiz.

Hoje, depois de ter passado 6 meses em Villa Ramadas, é ela a própria a dizer que se sente completamente renovada, com um muito maior auto-conhecimento, que lhe permite saber lidar de uma forma mais positiva com o seu dia a dia.
É claro que ainda passa por momentos de tristeza... mas aí é que está a grande diferença, pois se agora passa por esses momentos de sentimentos menos positivos, há alguns meses atrás ela “vivia” na plena negatividade.

Sei que não vai ser fácil e que teremos de estar atentos porque esta doença é muito traiçoeira, mas se, como dizem, o amor supera tudo, eu sei que o amor que tenho pela minha filha e o amor que ela tem por mim vai ajudá-la a mudar, a crescer e a desenvolver-se como pessoa, superando assim o seu problema e vivendo na solução do mesmo...

Testemunho de uma mãe

Outros testemunhos Depressão

Tratamento Depressão


Google Plus VillaRamadas