Ser magra a todo o custo

Tratamentos > Distúrbios alimentares > Ser magra a todo o custo
Anónimo

Eu sofro de distúrbios alimentares.

Há uns meses saí de VillaRamadas, depois de sete meses de um intenso tratamento. Só que foi este tratamento que me fez perceber como estava a morrer aos poucos, sem fazer nada para contrariar isso.

Como qualquer jovem queria ser magra, parecida com os modelos que via nas revistas. Meti na minha cabeça que só assim as pessoas iriam gostar de mim e o mais parvo é que entre os jovens as coisas são tão cruéis, que a verdade é mesmo essa. Ser gorda é sinónimo de ser posta de lado.

Assim, estava em guerra constante com as minhas gorduras. Praticava imenso exercício físico e não me alimentava. Além disso, bebia vinagre logo pela manhã. O meu corpo definhava a olhos vistos, mas como os meus pais eram pessoas ausentes nem notavam. Cheguei a ter 30 quilos e aí não resisti. Dei entrada no hospital em coma.

Umas semanas depois acordei e meteram-me no avião para um local indicado por amigos dos meus pais. A verdade é que aqui a minha vida mudou. Aceitei-me e com o acompanhamento de uma nutricionista aprendi a alimentar-me. Além disso, as terapias preencheram lacunas que tinha na minha formação enquanto pessoa.

Ainda é tudo muito recente, mas não quero recair e sei que aqui vou ter sempre o apoio para tal não acontecer. Adoro-vos.

Utilizamos cookies para garantir que o nosso site funcione da maneira mais tranquila possível e para analisar o tráfego da web. Se você continuar a usar o site, concorda com nossa Política de Cookies.
OK
Saiba aqui X