Dependente de heroína : Villa Ramadas
VillaRamadas

Dependente de heroína

Tenho um filho com 37 anos que foi dependente de heroína desde os18, embora eu só tenha descoberto quando ele tinha 25 anos.

Ainda hoje me questiono como é que conseguiu esconder o consumo de heroína, pois tinha bons resultados escolares, era bem disposto e alegre.

A partir do momento que eu e o pai descobrimos que ele consumia heroína, tivemos muitas discussões e estivemos ao ponto de nos divorciar. A nossa outra filha ainda hoje nos cobra o facto de não lhe termos dado atenção durante tantos anos, uma vez que toda a nossa vida girava à volta do meu querido filho que era doente.

Sentia medo, raiva e ódio. Culpabilizei-me a mim e não via nenhum tipo de solução. Levei o meu filho aos melhores especialistas nacionais e inclusive esteve a fazer uma “detox” na Suíça.

Por umas semanas ele ficava bem. Era o meu filho de antigamente, mas por alguma razão que ainda hoje não compreendo (não sei se eram os amigos, os bares, as discotecas), ele acabava sempre por recair. Como mãe senti sempre uma raiva e impotência enorme por não ter uma solução para o meu filho.

Hoje, já lá vão sete anos que ele está em recuperação. Fez um tratamento longo que resultou.Tem uma vida equilibrada, trabalha e voltou a ser o filho que eu sempre tanto amei.

Teresa, Porto

Outros testemunhos Drogas

Tratamento Drogas



Google Plus VillaRamadas