Dizer basta

Tratamentos > Drogas > Dizer basta
Anónimo

Nos últimos anos travei uma enorme batalha contra o consumo de drogas pesadas...

Embora inicialmente o meu prazer ao consumi-las fosse maior do que as consequências originadas pelo seu consumo, nos últimos anos essa situação inverteu-se e, nos últimos tempos, só de pensar em consumi-las, as únicas coisas que sinto são sofrimento, culpa e vergonha.

Mesmo assim, para conseguir obtê-las, fiz o que para mim, pouco tempo antes, era impensável fazer.

Desesperado, desacreditado e resignado, aceitei a ajuda daqueles poucos que, apesar de todos os danos e decepções que lhes tinha causado, ainda acreditavam em mim e que era possível eu voltar a ser a pessoa que eles tinham conhecido antes dos meus consumos obsessivos de drogas.

Foi num estado lastimoso (físico e emocional) que aceitei fazer o que esses meus amigos me sugeriram: ser internado em VillaRamadas, naquela que considerei ser a minha última hipótese de conseguir, não só mudar alguma coisa na minha vida mas, essencialmente, “ter uma vida”...

Agora que o período de internamento já está a chegar ao fim, quando me vejo ao espelho, surpreendo-me com o reflexo do novo “eu” que aos poucos tenho vindo a conhecer. Surpreendo-me também quando penso na enorme mudança de atitudes, comportamentos, pensamentos e sentimentos que em tão pouco tempo em mim ocorreram.

Hoje sinto-me positivo e capaz de ter a tal vida que queria encontrar... uma vida livre onde possa ter alguma felicidade.

Sei que não irá ser fácil, mas quando os colegas que já terminaram o tratamento nos vêm visitar e partilham connosco a sua nova forma de vida, eu sinto que se eles conseguiram, eu também vou conseguir... também eu, tal como eles, posso ser um “vencedor”... basta colocar em prática tudo aquilo que aqui aprendi...

Utilizamos cookies para garantir que o nosso site funcione da maneira mais tranquila possível e para analisar o tráfego da web. Se você continuar a usar o site, concorda com nossa Política de Cookies.
OK
Saiba aqui X