Adeus mãe...

Tratamentos > Tratamento Luto > Adeus mãe...
Anónimo

Sabemos que a morte é mais do que certa, mas ter que saber lidar com ela é difícil. A morte da minha mãe foi das situações mais duras com que alguma vez me defrontei.

Sempre fomos muito cúmplices e amigas. A nossa relação era inigualável. Ela estava sempre lá para mim, nas boas e nas más horas. De um dia para o outro vi-me privada dela. Um atropelamento em plena luz do dia tirou-lhe a vida numa questão de minutos. E eu que nem estive lá para a amparar…

Sempre que chegava a casa, não havia local onde me sentisse bem, tudo me recordava dela. Trancava-me no quarto dias a fio a chorar. Desisti da escola e passava os dias de pijama. Perdi imenso peso.

Desesperado o meu pai, travou-me desta auto-destruição. Pediu-me para me ir tratar, dizia que não queria perder mais ninguém, que não ia aguentar a dor. Quando o ouvi dizer isso, decidi que tinha que reagir.

Entrei em tratamento e seis meses depois estava uma nova rapariga, cheia de coragem para enfrentar a vida e lidar com a morte da minha mãe. A minha relação com o meu pai fortaleceu e regressei à escola.

Por vezes, a vida mete-nos à prova, mas é preciso ter força para superar e não é vergonha ter que pedir ajuda. Eu pedi e não podia ter tomado melhor decisão.

Obrigada por tudo!!!

Utilizamos cookies para garantir que o nosso site funcione da maneira mais tranquila possível e para analisar o tráfego da web. Se você continuar a usar o site, concorda com nossa Política de Cookies.
OK
Saiba aqui X