Perder um filho

Tratamentos > Tratamento Luto > Perder um filho
Anónimo

A dor de perder um filho deve ser a pior dor do mundo. O meu pequeno filho faleceu depois de dois anos a lutar contra um tumor. O meu menino era ainda pequeno e passou por muito. Desde que lhe foi detectado o cancro que foi um tormento, mas ele era sempre positivo e se via alguém triste, ainda arranjava coragem para nos animar. Era o meu herói.

É horrível perder assim um amor destes. Ele era o meu grande companheiro e alicerce. Vivíamos um para o outro, desde que o pai dele nos abandonou. Como devem imaginar tem sido uma luta e sozinha não a conseguia ir travando.

O que me valeu e continua a valer tem sido o apoio deste centro de tratamento.

Toda a minha vida deixou de fazer sentido, não conseguia ia trabalhar, não conseguia falar com ninguém, não conseguia comer, nem conseguia fazer uma coisa tão simples, como tratar da minha higiene pessoal.

Quando dei conta do estado em que me encontrava, decidi que não podia continuar assim e procurei ajuda. Eu já não vivia, sobrevivia. Ao deparar-me com histórias de vida tão ou mais infelizes do que a minha, percebi que era hora de levantar a cabeça e seguir em frente.

Hoje, começo a traçar objectivos, quero voltar a sorrir e quem sabe um dia não possa voltar a ser mãe? São tudo coisas que vou mantendo em aberto, mas por enquanto vou vivendo um dia de cada vez. E esta vivência diária por si só tem sido uma grande vitória.

Obrigada por me fazerem voltar a acreditar que ainda vale a pena…

Utilizamos cookies para garantir que o nosso site funcione da maneira mais tranquila possível e para analisar o tráfego da web. Se você continuar a usar o site, concorda com nossa Política de Cookies.
OK
Saiba aqui X