Rituais, nunca mais...

Tratamentos > Tratamento P.O.C. > Rituais, nunca mais...
Anónimo

Entrei em VillaRamadas para fazer tratamento ao meu transtorno obsessivo compulsivo, que me levava constantemente a ter rituais diários.

No início, não entendi porque é que o meu futuro marido achava que eu tinha que ser internada. Não percebia porque é que ele achava que eu estava a ficar "maluca" e a dar com ele em "doido", até que comecei o tratamento e aos poucos fui adquirindo consciência.

Os meus rituais repetitivos, tais como:

  • lavar constantemente as mãos;
  • contar as peças de roupa das gavetas repetidamente;
  • verificar vezes sem conta se tinha o alarme do relógio activado;
  • limpar a casa quando já a tinha limpo imensas vezes;
  • alinhar todos os tapetes e quadros de 5 em 5 minutos;
  • não permitir contacto físico com ninguém, nem com o meu namorado, enfim muitos mais eram os indícios e, mesmo assim, eu achava tudo aquilo normal.

Até que a minha relação amorosa começou a dar sinais de desgaste, assim como as minhas relações familiares e de amizade, que também já eram poucas. Todos os dias as cenas repetiam-se e eu já estava esgotada, quando o dia ainda estava para começar.

Um ultimato "ou te curas ou desisto de ti", acordou-me para a realidade em que tinha mergulhado. Mesmo assim, não entendia ainda o porquê de ser internada, mas em pouco tempo percebi.

Resistente de início, não demorou muito para entrar nas regras de VillaRamadas. Constantemente acompanhada, lutava para parar os rituais, que aos poucos foram desvanecendo.

Em apenas 8 meses libertei-me e mais tarde casei-me. Foi a cereja no topo do bolo.

Obrigada por tudo, sem vocês não conseguia!

Utilizamos cookies para garantir que o nosso site funcione da maneira mais tranquila possível e para analisar o tráfego da web. Se você continuar a usar o site, concorda com nossa Política de Cookies.
OK
Saiba aqui X