Tratamento da Dependência da Fármacos (Medicação)

Tratamentos > Tratamento Medicação > Tratamento da Dependência da Fármacos (Medicação)

Há quem consuma regularmente (que é como quem diz diariamente ou até mais do que uma vez ao dia) tranquilizantes, popularmente conhecidos por “drunfos”, considerando que não tem qualquer problema, mesmo quando entra em pânico quando se apercebe que se esqueceu de os tomar ou que acabaram os seus “adorados” medicamentos que lhe permitem adormecer as sensações más e que, por acaso, também entorpecem as boas.

A negação inicial da dependência de fármacos é uma particularidade transversal a todas as adições, sendo que, no caso da medicação, talvez seja mais vincada, porque, afinal de contas, tomar medicamentos (fármacos) é, na sociedade atual, uma coisa absolutamente normal.

No tratamento para este tipo de dependência, o primeiro passo consiste em criar no adicto condições de aceitação e humildade que lhe possibilitem pedir e receber apoio especializado no sentido de se autoconhecer e autodescobrir, a fim de identificar as verdadeiras causas e encontrar as soluções para se libertar da sua dependência.

Mais do que banir as pílulas que o doente encara como integrantes da sua “fórmula da felicidade”, o importante é encontrar as razões da sua real infelicidade e fazer com que o dependente compreenda que a automedicação o anestesia por completo e que, desse modo e nesse estado, não se vive, sendo até a sobrevivência penosa.

Todavia, muitos dos fármacos utilizados pelos dependentes têm apenas um efeito placebo, ou seja, psicológico, sendo esta dependência psicológica a mais complexa de se tratar.

Contudo, é no campo das emoções que reside o segredo do tratamento da dependência do consumo de fármacos. É nesta dimensão emocional que tem de se encontrar o equilíbrio, para que se possa restabelecer a harmonia global do ser e se recupere de uma (mais ou menos) prolongada narcotização da vida e de todos os seus acontecimentos, sejam eles bons ou maus.

A nossa realidade é composta por alegrias e tristezas, dificuldades e sucessos, dias e noites – em sentido lato. O que o tratamento para este tipo de dependência traz de diferente é a abertura a uma nova forma de olhar para estas realidades sem o recurso a inebriantes de qualquer espécie, possibilitando o alcance de uma existência totalmente natural.

Utilizamos cookies para garantir que o nosso site funcione da maneira mais tranquila possível e para analisar o tráfego da web. Se você continuar a usar o site, concorda com nossa Política de Cookies.
OK
Saiba aqui X