Ansiedade Social a quanto obrigas

Tratamentos > Tratamento Fobias > Ansiedade Social a quanto obrigas
Anónimo

Olá, eu sofro de ansiedade social.

Sempre fui uma pessoa muito tímida, dada a poucas conversas. Amigos sempre foram poucos, estando limitada ao caminho casa-escola-casa. Na escola, evitava conviver com os meus colegas, não comia com ninguém na cantina, ia a pé para casa (a sorte é que vivia perto, mas no Inverno custava), não tinha nenhuma actividade extra curricular…

Quando alguém me dirigia a palavra, ficava sem reacção, vermelha que nem um tomate, a suar imenso e com a boca seca. Apresentar um trabalho para a turma era um pesadelo. Os anos foram passando e entrei na faculdade.

Aí então sofri horrores, sempre sozinha e gozada por todos. Não participei nas praxes, não ia aos jantares de curso, não queria fazer trabalhos de grupo, não tinha amigos, não namorava. Vivia num mundo só meu ao qual já estava habituada e onde me sentia confortável.

Comecei a automedicar-me com antidepressivos e ainda andei em psicólogos, mas de nada valeu. Terminado o curso, consegui trabalho de imediato numa clínica veterinária. Amo animais!!! Só que o ter que conviver com os clientes deixava-me desconfortável e sempre sem jeito. A verdade é que acabei por me tornar um “bicho-do-mato”, sem ter sequer ter tido uma relação amorosa com 28 anos.

A minha fobia social estava a dar cabo de mim e da minha vida. Ainda tive vários pensamentos suicidas e cheguei mesmo a tomar uma caixa inteira de medicamentos, mas apanhei apenas um pequeno susto, que me levou a fazer uma lavagem ao estômago. Farta desta situação, procurei ajuda em VillaRamadas.

Aqui tive que obrigatoriamente conviver com pessoas e saber lidar com isso. Partilhei medos, dúvidas, indecisões, certezas… Comecei a ter amigos e a ganhar confiança em mim. Aos poucos fui destruindo a minha fobia. Na clínica aprendi a gostar de viver. Já consigo conviver, já tenho amigos e imaginem só, já tenho namorado.

Nos meses de tratamento aprendi a sorrir e hoje posso dizer que sou feliz com tudo o que o meu Poder Superior me tem dado. Se eu consegui, acredite que é porque estive rodeada de uma equipa maravilhosa e de colegas extraordinários.

Nunca os vou esquecer, pois foram todos eles que deram sentido à minha vida…

Utilizamos cookies para garantir que o nosso site funcione da maneira mais tranquila possível e para analisar o tráfego da web. Se você continuar a usar o site, concorda com nossa Política de Cookies.
OK
Saiba aqui X